(31) 3369-1699 seg à sex 08:00 às 19:00

perguntas frequentes

Veja algumas perguntas que nossos clientes já nos fizeram

  • Como eu faço para entrar no consórcio?
  • Como funciona um sistema de consórcio?
  • Qual a vantagem de se fazer um Consórcio ?
  • Quais são os tipos de lance existentes?
  • Quando eu posso pegar a carta de crédito?
  • Como é feito o pagamento das mensalidades ?
  • O que é uma carta de crédito?
  • O que é Taxa de Administração?

Como eu faço para entrar no consórcio?

A Adesão ao Consórcio é muito simples.

Você pode fazer sua adesão diretamente em nosso site, ou através de um de nossos consultores. Além de preencher nossa proposta, é necessário:
 
  • Um documento de identificação (RG, CNH, Passaporte; etc)
  • Comprovante de residência de até 3 meses;
  • Pagamento da primeira parcela (Dinheiro, Cheque, Cartão de Débito, Transferência Bancária);
  • Não possuir restrição nos orgãos de proteção ao crédito (SPC, Serasa);
  • Possuir uma renda de pelo menos 3X o valor da parcela contratada.

Assim que tudo estiver OK, você receberá uma ligação de boas-vindas que irá confirmar e validar as informações da sua adesão. 

Lembrando que, para sua comodidade, a adesão ao Consórcio poderá ser feita sem sair de casa, através do nosso Site, Whatsapp, Chat, Telefone ou um de nossos consultores de plantão.

Qualquer dúvida, chama a gente no Whatsapp ou no Plantão (31) 3369-1699: 
Whatsapp

 

Como funciona um sistema de consórcio?

Consórcio é o sistema que consiste na união de pessoas físicas ou jurídicas que economizam dinheiro para adquirir bens de forma parcelada, sem juros e paga um valor mensal bem abaixo dos financiamentos convencionais.

A contemplação do consórcio ocorre por meio de um lance ou sorteio e o participante pode optar por retirar a carta de crédito ou deixar o dinheiro aplicado na administradora.


Qual a vantagem de se fazer um Consórcio ?

O consórcio é uma modalidade que oferece diversas vantagens. As principais são:
 

Menos burocracia
 

A participação nesse sistema não exige a comprovação de muitos documentos. É uma opção muito menos burocrática do que os financiamentos e você consegue fechar negócio rapidamente.
 

Custos menores


O consórcio não cobra juros e, por isso, os custos são muito menores. A cobrança é de taxas de adesão e administração, seguros e fundo de reserva (lembrando de que isso varia conforme a administradora) mas, mesmo assim, muito mais barato que qualquer outra modalidade de financiamento.
 

Diversidade de planos


O consórcio permite que você defina quanto necessita para comprar o bem, o valor da parcela que cabe no seu orçamento e em quanto tempo deseja pagar. Isso porque os planos são bastante diversificados. Essas escolhas são feitas antes da assinatura do contrato, o que mostra a flexibilidade dessa modalidade de negócio.
 

Parcelamento integral


O valor total do bem é parcelado no consórcio, sendo dividido em mensalidades preestabelecidas entre a administradora e o consorciado. Em outras palavras, você não precisa ter um montante reservado para dar de entrada.
 

Poder de compra à vista


A carta de crédito possibilita adquirir o bem como se fosse à vista. Isso aumenta o seu poder de barganha e você pode negociar benefícios e preços melhores.
 

Valor do bem atualizado


Os valores das parcelas e da carta de crédito são modificados conforme o preço do bem é atualizado. Essa é uma atitude importante porque garante ao consorciado mais vantagens na hora de ser contemplado. Os critérios de reajuste devem estar dispostos em contrato. 
 

Possibilidade de antecipar a contemplação


O recebimento da carta de crédito pode ser antecipado por meio de um sorteio ou lance. No segundo caso as prestações são adiantadas. Isso diminui o prazo de pagamento ou o total da parcela.
 

Possibilidade de usar até 10% do crédito para despesas


O consórcio permite usar até 10% do crédito para pagar despesas de aquisição do bem, por exemplo, transferência de propriedade, registros cartoriais, tributos, seguro e instituições de registros.
 

Formação ou ampliação de patrimônio empresarial


A opção por um consórcio possibilita que você adquira cotas de acordo com o seu orçamento pessoal. Essa é uma facilidade para o seu futuro ou da sua empresa, já que é possível ampliar o patrimônio sem precisar se preocupar com gastos excessivos e com o fluxo de caixa ou o capital de giro.
 

Liberdade de escolha


A contemplação permite que você compre qualquer bem que esteja previsto no seu grupo. No caso de um carro ou caminhão, por exemplo, você pode escolher o modelo, a marca, ano de fabricação, entre outros fatores.

Está claro que o consórcio é uma ótima opção, não é? Basta pesquisar uma alternativa viável para o seu negócio e usar as dicas que repassamos neste post.

Agora que você sabe como funciona um consórcio, que tal contratar o seu? Entre em contato conosco e veja os planos que nós temos para você!

Quais são os tipos de lance existentes?

O lance é um percentual oferecido pelo consorciado como tentativa de obter a carta de crédito mais rapidamente.

Para ficar mais claro, vamos imaginar um processo de contemplação. Nos dias anteriores os participantes do consórcio podem dar os seus lances. Por exemplo: X ofereceu R$ 10 mil e Y ofertou R$ 20 mil, que correspondem, respectivamente, a 10% e 20% do fundo do grupo. No dia da contemplação, fica determinado que Y ofereceu um lance mais alto e, por isso, ele tem direito a receber a carta de crédito. E, em caso de 2 ou mais ofertas de lance iguais, é feito um sorteio entre eles. Ou se houver saldo suficiente no dia da assembléia, ambos podem ser contemplados.

E quais são os tipos de lance existentes?

O lance pode ser feito da forma como especificamos. Porém, existem 3 tipos que podem ser adotados. Vamos ver cada um deles a seguir.

lance embutido é ideal para consorciados que não contam com o valor suficiente para apresentar. Nesse caso o integrante usa parte do montante total de sua carta de crédito, que pode variar de 10% a 20% dependendo do grupo. Por exemplo: se o consórcio de R$ 300 mil for contemplado num lance embutido, o participante receberá R$ 270 mil, porque 10% (correspondente a R$ 30 mil) foi apresentado no lance.

lance livre é o formato mais conhecido, no qual o lance corresponde porcentagem da que serão antecipadas. Pode-se usar o lance embutido para aumentar o seu poder de lance.

Por fim, existe o lance fixo, no qual a quantidade de parcelas necessárias para a antecipação da contemplação é definida pela administradora do consórcio. Exemplo: Todos que ofertarem 30% de lance, participam de um sorteio exclusivo entre eles. Porém, esses 30% são exclusivos de recurso próprio.
 

Quando eu posso pegar a carta de crédito?

Para conseguir ter seu bem em mãos o consorciado precisa aguardar até o final do contrato (e o pagamento das parcelas) ou ser contemplado.

Quando isso acontece? Depende das suas ações e da sua sorte.

Você pode ser contemplado por sorteio ou lance, desde que esteja com o pagamento das parcelas em dia. As assembléias, onde são realizadas as modalidades de contemplação citadas anteriormente, são realizadas conforme determinação da administradora em contrato, mas o mínimo é ocorrerem uma vez por mês. 

A diferença entre os dois formatos de contemplação é bastante simples. O sorteio prevê a retirada de bolinhas de um globo esférico e o número sorteado é a pedra-chave formada, que será o consorciado contemplado (desde que as parcelas estejam em dia). 

O lance é quando você oferece determinada Porcentagem (%), proporcional ao valor em dinheiro para receber sua carta de crédito. De modo geral, quem oferece o valor mais alto ganha o direito à carta de crédito. Mas não tem garantias, já que outro consorciado pode ofertar um lance maior que o seu e ser contemplado.

De qualquer forma, o Consórcio é a melhor maneira de se realizar um planejamento a médio e longo prazo. 
 

Como é feito o pagamento das mensalidades ?

As mensalidades são pagas em uma data de vencimento prefixada pela administrada. Ao assinar o contrato, o consorciado se obriga a pagar as prestações de acordo com a periodicidade indicada no documento. 

O valor das parcelas é referente à soma das importâncias do fundo comum e de reserva (este último se existir), seguro (quando contratado) e taxa de administração. Essas prestações também podem ser antecipadas ou o saldo devedor pode ser liquidado.

O pagamento antecipado das prestações pode ter ordem direta ou inversa. No primeiro caso o valor adiantado paga um número x de parcelas consecutivas. Em seguida os pagamentos são retomados na data de vencimento.

Já a liquidação do saldo devedor ocorre quando o consorciado já adquiriu seu bem e quita o restante do seu débito. Assim, ele encerra sua participação no grupo e está liberado das garantias especificadas em contrato. É importante verificar essa informação no contrato. 

Caso você atrase uma ou mais parcelas do consórcio terá que pagar multas e juros. É importante ressaltar que o não pagamento de um número muito grande de parcelas pode fazer você ser excluído do grupo. Se já for contemplado e isso ocorrer, a administradora pode solicitar a apreensão do veículo.

Para evitar essa situação existem 3 opções:

  • vender a cota para outra pessoa ou empresa interessada;
     

  • buscar um item mais barato sorteado pela administradora para que o valor caiba em seu orçamento;
     

  • solicitar a exclusão do grupo. Isso acarretará em pagamento de uma multa e ainda será necessário aguardar o sorteio do seu número ou a finalização do grupo para a recuperação do total investido.
     

O que é uma carta de crédito?

A carta de crédito pode ser utilizada assim que for contemplada ou o consorciado pode esperar mais tempo, podendo, inclusive, deixar aplicado em rendimento à escolha da administradora. O integrante deve apresentar garantias ao grupo de que as parcelas continuarão a ser pagas. Esses deveres estarão especificados em contrato.

Vale a pena destacar que a carta de crédito não é paga em dinheiro. O que ocorre é que o contemplado seleciona o veículo diretamente na concessionária ou de um intermediário e avisa a administradora do consórcio. É a empresa que toma conta do processo de pagamento do veículo, sendo ele novo ou seminovo, até 5 anos de fabricação..

É por isso que, quando optar por utilizar o crédito, o consorciado deve comunicar formalmente a administradora do consórcio. 

Uma observação importante: A carta de crédito não pode ser utilizada para comprar outro tipo de bem. Ou seja, se você fez um consórcio de carros ou caminhões, não pode decidir adquirir um apartamento. E vice versa. 

Caso o valor do bem seja mais barato que o da carta de crédito pode ser possível utilizar o restante do montante para quitar as parcelas seguintes ou reduzir o valor das mesmas. 

E aí? Vamos começar AGORA o seu planejamento?

O que é Taxa de Administração?

A taxa de administração é o montante que o consorciado paga à administradora para controlar e administrar o grupo a que pertence, garantindo o bom andamento do mesmo. 

A taxa é calculada para o todo o período, sendo seu pagamento, diluído nas parcelas totais do seu grupo. 

Ex: Se a carta de crédito for de R$ 35.000,00, em um prazo de 100 meses, o valor relativo à taxa de administração a ser pago para a administradora, será de R$ 45,50 ao mês. 

Esse pequeno valor, destina-se à cobertura de despesas operacionais como pagamento de funcionários, tributos, materiais de expediente, propagandas, etc.

Plantão de vendas (31) 3369-1699

(31) 99974-0434

Nós ligamos para você